quarta-feira, 28 de março de 2012

Prisco reintegrado à PMBA



No início da noite desta quarta (28), o soldado Marco Prisco informou ao vivo, no Se Liga Bocão, da Itapoan FM 97,5, que uma auditoria militar decidiu reintegrá-lo ao Corpo de Bombeiros. Ele, que preside a Associação de Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra), ganhou notoriedade nacional ao liderar a última greve da PM. O “motim” durou 12 dias e provocou uma onda de violência e insegurança em todo estado. Durante a maior parte da paralisação, cerca de 50 manifestantes ocuparam a sede da Assembleia Legislativa, no CAB.

Durante o bate-papo, Prisco disse que foi demitido em 2002 acusado de panfletagem contra a Polícia Militar. O processo foi classificado pelo soldado como “fraudulento”. “O comando-geral da época do governo César Borges decidiu manter a exoneração. (...) Minha luta não é corporativista, é por uma segurança pública melhor”, observou.
 
Na foto, Prisco e o Sgt Isidório comemoram.

Fortalecimento e Consciência Política.

 
Em primeiro lugar, devemos, sim, a gradecer o nosso Deus, e receber de todo clamor nosso agradecimento pela luta exaustiva da militância de PRISCO, ISIDORIO e TADEU, na defesa dos praças e oficias da PMBA, e em especial os policiais denunciados e  presos que se dedicaram de “corpo e alma” em prol dessa causa justa.

Mas companheiros, temos que a partir de agora em diante, nos organizar politicamente para eleger representantes municipais, estaduais e federais”. 

Vamos analisar primeiramente a conjuntura do fortalecimento politico no âmbito municipal, as eleições para vereador, é o principal foco, e pregar a conscientização politica, conseguindo alinhar e afinar necessidades e interesses da segurança pública e da defesa social brasileira a serem trabalhados em nível municipal, estadual e federal, com o fortalecimento da categoria militar, além de firmarmos a interação juntos. 

Portanto, partindo dessa ideia, estou propondo a participação dos policias que deverá ocorrer de maneira espontânea.
 “O objetivo da convenção é auxiliar a categoria a se organizar politicamente para eleger representantes municipais, e criamos PLEBISCITOS, nos respectivos municípios aos policiais e representantes que queiram participar do processo seletivo.

Vale salientar que as prévias serão de forma que esses escolhidos pelo público pré-candidatos a vereador. Dentre os nomes que forem escolhidos através do voto na primeira etapa do processo, que vai eleger dentre, um militar a ser apoiado pela tropa na região.

As reuniões de prévia reforçam a importância do trabalho de representatividade política da entidade e também o empenho dos militares baianos em ter mais representantes de esfera municipal.
 “O trabalho para promover a representatividade política dos militares baianos com o objetivo de valorizar a família policial e bombeiro militar”.
Se você militar ou representante está interessado em promover as reuniões na sua região, vamos divulgar essa ideia, pois juntos somos fortes!

Por:  £diลµล®i . .Justiça & Liberdade     "Orkut Comunidade PMBA"

Athaíde e Vinicius estão sendo recolhidos para o Choque novamente por talvez 26 dias

Fonte:  Comunidade orkut PMBA
 
-Alguém confirma aí por favor....
Parece que prenderam Athaíde novamente e que o mesmo está sendo conduzindo á Salvador...

Companheiros vamos nos solidarizar com os colegas !!!

Sei Não Viu !!!!
_________________________________________________________________________________
-Sim companheiro Ataíde e Vinicius estão sendo recolhidos para o Choque novamente por talvez 26 dias, segundo eles para completar os 60 dias da deserção. No entendimento dos advogados, a deserção ocorreu no periodo do movimento e se a prisão se deu em virtude das acusações do movimento o alvará de soltura englobaria tudo. Porém como isso não foi explicitado no alvará os pelegos devem ter esticado as orelhas. Mas estamos firmes apoiando eles e já liguei pra Augusto Júnior e Josafá recepcionarem eles com muito carinho. Hoje quando eles chegaram fizemos uma carreta para recepcioná-los e isso comoveu muito a sociedade.

Vamos orar por eles e levar força pelo telefone ou pessoalmente.

POLICIAIS FORAM SOLTOS PELA JUSTIÇA

27/03/2012
 
O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) concedeu, o habeas corpus para 18 policias militares suspeitos de envolvimento em atos ilícitos em Ilhéus, durante o período de greve da categoria, no início do mês de fevereiro. De acordo com o processo, a Justiça entendeu que a manutenção dos envolvidos era injusta. “Destacam, assim, a nulidade absoluta dos atos decisórios proferidos pela dita autoridade coatora, motivo pelo qual entendem que o decreto prisional em tela configura situação de injusta constrição da liberdade individual. Por fim, requerem, também, a extensão do benefício concedido a diversos policiais militares. Pugnam pela concessão da ordem através de medida liminar, reconhecendo a nulidade apontada, por absoluta incompetência do Juízo, com a determinação da expedição dos competentes alvarás de soltura, e, posteriormente, a confirmação da ordem em decisão definitiva”, descreve o ofício. Clique aqui o confira o documento

Augusto Junior ontem se despediu da família, hoje vai ganha liberdade e volta para os braços da família







foto agravo
bahianoticias

segunda-feira, 26 de março de 2012

Cabo Daciolo fala toda a verdade sobre greve na Bahia e Rio

Assista o video!

Soldado Augusto Junior se entrega na sede da 68ª CIPM

Depois de aproximadamente 40 (quarenta) dias tido como foragido, o soldado Augusto Junior se entregou nesta tarde, na 68ª CIPM em Ilhéus. Segundo Angusto, mesmo contra a vontade dos seus advogados, ele resolveu se entregar para não interferir nas prisões dos PMs presos em Ilhéus, pois para algumas pessoas o fato de não ter sido preso poderia estar atrapalhando a libertação dos companheiros. Junior não se considera um foragido porque ninguém tentou cumprir mandado de prisão contra ele.

Na chegada, vários blogueiros, radialistas e TV correram para entrevistar o policial, que disse que espera que os abusos parem,  e que não acredita na justiça, já que para ele a independência dos poderes é uma falácia. Vários vereadores foram receber e prestar solidariedade ao soldado, lá estavam: Bel, Tarcisio, Gurita, Dinho Gás (Presidente da Câmara) e Raimundo do Basílio. Depois de mais de meia hora de conversa a portas fechadas com o comandante da companhia, o Major Rebolças, os vereadores e Augusto Junior, os PMs da CAERC chegaram para conduzir preso Augusto. Muito choro e comoção encerrou o capítulo da prisão do líder da greve em Ilhéus. Na foto, Vereador Gurita aos prantos após ver familiares chorando pelo fato de Angusto ir preso.

BIZU DE PRAÇA: Sd Agusto Junior se apresenta!

BIZU DE PRAÇA: Sd Agusto Junior se apresenta!: Acaba de se apresentar o Sd Augusto Junior na 69 CIPM no centro da cidade de Ilhéus. Depois de ter sido revogado o mandado de prisão da Jus...

sexta-feira, 23 de março de 2012

Boa notícia - Marco Prisco já esta solto.

Marco Prisco, líder da greve da Polícia Militar da Bahia, foi solto na tarde desta sexta-feira (23). O alvará foi concedido pela juíza Andréia Paula Matos Rodrigues de Miranda, da 2ª Vara Crime. De acordo com Eládio Mendes, advogado da Associação dos Policiais, Bombeiros e de Familiares (Aspra), outros 11 grevistas também foram liberados pela Justiça.

Todos eles vão responder ao processo em liberdade. As denúncias continuam correndo na Justiça Criminal. Os acusados podem comparecer as audiências, mas estão impedidos de deixar o país. Priso e os outros 11 grevistas devem responder pelos crimes de incitação ao crime, roubo ao patrimônio público e formação de quadrilha.

Segundo Eládio, outras quatro pessoas já haviam sido liberadas. Todas são ex-oficiais da Polícia Militar. Seis oficiais da ativa permanecem detidos no Batalhão de Choque. O processo contra eles corre na Justiça Militar.

Prisco estava detido no Complexo da Mata Escura desde o dia 09 de fevereiro, quando a Polícia do Exército e a Polícia Federal cumpriram os mandados de prisão expedidos contra ele, que ocupava, junto com dezenas de grevistas, a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba).

O ex-oficial da PM é presidente da Aspra, entidade que iniciou o movimento de greve na Bahia no dia 31 de janeiro deste ano
Fonte: http://www.bizudepraca.com/

Vejam os resultados antecipados da próxima eleição

Tudo está pronto e o resultado já é certo.


Texto de Celso Brasil

Não importa em quem você vai votar. Os PETRALHAS já garantiram a vitória nas próximas eleições. A não ser que se promova uma verdadeira união e seja extinto o único instrumento que, sozinho, eleje qualquer um, com ou sem o seu voto.
O mundo já testou as urnas eletrônicas e reprovou. Não há um país sequer, que tenha sua eleição baseada neste instrumento totalmente manipulável.
De nada vai adiantar sair às ruas e gritar isso ou aquilo, se este instrumento poderoso da corrupção continuar sendo utilizado. A não ser que seja um clamor, exigindo a intervenção das FORÇAS ARMADAS, para promoverem uma transição e restaurarmos a verdadeira democracia. Aquela que pune, verdadeiramente, os corruptos. Hoje, a punição é APOSENTADORIA COMPULSÓRIA RECEBENDO ALTOS SALÁRIOS e, depois desta "punição", o corrupto sai pelo Brasil e o mundo, prestando consultorias e dando palestras - continuando a comprar mansões e participar de decisões e campanhas a favor do continuismo do regime totalitário e podre que já está implantado no Brasil. Esta é a punição máxima e dificilmente é aplicada, basta acompanhar os fatos.
Repito o que já afirmei em outros artigos meus:
No Brasil, do simples cidadão ao mais alto cargo da Nação, todos se vendem e se vergam diante da corrupção - seja por uma cesta básica ou por milhões de dólares. É só uma questão de preço.
Celso Brasil 
Pense, repense, reúna seus amigos honestos e  nacionalistas, ativistas e...
DECIDA O QUE DEVEMOS FAZER.
FAZER
- NÃO SIMPLESMENTE FALAR.
 
 

A palavra convence; o exemplo arrasta!


A palavra convence; o exemplo arrasta !
 
Roberto Trigueiro Fontes
 
Aquele que estiver disposto a liderar, comandar, seja o que for, tem que ter em mente que serve de paradigma àqueles que pretende liderar. Não basta pensar que o jargão “faça o que eu digo, não faça o que eu faço” servirá para ter dos seus comandados o melhor de cada um, pois ninguém respeita quem não se dá o próprio respeito.
Maquiavel ensinava que era preferível ao rei ser temido do que ser amado. Talvez naquela época essa linha de pensamento fosse mais apropriada, mas atualmente, com a evolução da idéia de democracia e da própria dignidade do ser humano, é de se supor que poucos serão aqueles que suportarão um líder odiável.
Obviamente que estou falando de situações relacionadas à convivência humana em questões de trabalho, sociais e familiares, nunca em situações extremas como guerras ou luta pela sobrevivência em face da mais absoluta falta de condição humana.
Isto posto, se o conceito de que a palavra, muitas vezes utilizada habilmente por pessoas em situação de comando, convence um grupo a tomar esta ou aquela atitude, não resta dúvida que, se emanada de alguém que exemplifica o discurso, tem peso distinto e muito mais consistente.
Quando ouvi essa frase pela primeira vez, de imediato me identifiquei com ela. Não que tenha pensado ser o melhor dos exemplos, mas porque sempre me preocupei em ser paradigma para minha equipe de trabalho. Lembro-me que sempre aproveitei ocasiões, por mais simples que fossem, para dar o exemplo de como se portar neste ou naquele ambiente, nesta ou naquela situação. Desde já afirmo que nada mais fiz do que seguir o que aprendi de outras pessoas muito mais experientes e competentes que eu, as quais serviram, e servem até hoje, de paradigmas para mim.
Apenas para citar um exemplo, gosto de pegar o clip que está displicentemente esquecido no chão e colocá-lo de maneira quase teatral dentro do recipiente na mesa do integrante de minha equipe que sempre, e é sempre mesmo, fica mudo ao perceber que ele próprio deveria ter tido esse singelo cuidado. Afinal, essa atitude tão simples demonstra organização, preocupação com a aparência do local e espírito econômico, tudo reunido num gesto tão peculiar.
Segunda consta, essa frase é utilizada nas próprias Forças Armadas, o que parece fazer muito sentido. Independente disso, creio que ela deva ser utilizada por cada um de nós, ao longo de nossas vidas, sobretudo se formos afortunados e tivermos um volume maior de virtudes que defeitos. Que grande exemplo a ser seguido, imitado, adotado. Pessoas com esse dom, com essa capacidade, somente deixam saudades quando partem desta vida. Mas se elas partem, com toda certeza sua memória se mantém viva e ultrapassa sua própria existência.
Deve ser muito bom saber que seu nome permanecerá sendo pronunciado por quem sequer viveu na sua própria época. Feliz daquele que entende o dever que tem a cumprir e consegue fazê-lo a partir de sua própria postura.

FUNDO NACIONAL dos POLICIAIS MILITARES DEMITIDOS

Proposta de um membro da comunidade  Aspra Ba "Orkut"

Boa tarde, caros colegas;

Gostaria de levar essa proposta , que descobri em uma comunidade da PMRJ, sobre ajuda a policiais militares demitidos. Gostaria de sugerir a ANASPRA, que é a união das ASPRAs de todo o país, a criarem um FUNDO NACIONAL para policiais militares demitidos pela PM ( e não pela justiça, com sentença transitada e julgada), por no mínimo 05 (cinco) anos para que o policial continue mantendo, o mais próximo possível, o seu padrão de vida e continue a sua peleja de retorno as fileiras da briosa, e essa não seja uma maneira que os oficiais das PMs, utilizem para pressionar os pais de família em reinvidicações de seus direitos.

quinta-feira, 22 de março de 2012

PRISCO PODERÁ SER SOLTO HOJE (22-03-12)

Os policiais militares presos durante a greve da categoria no final de janeiro de 2012 deverão ser soltos às 17 horas desta quinta-feira (22) do Complexo Penitenciário da Mata Escura, quando expira o prazo para que seja cumprido o alvará de soltura dos policais. Dentre os PMs que poderão ser soltos está o líder do movimento Marcos Prisco. Os policiais envolvidos na greve respondem por formação de quadrilha e destruição do patrimônio público.

O deputado estadual Capitão Tadeu (PSB) foi quem conseguiu o ofício para que os policiais respondam pelas acusações em liberdade e confirmou a possível soltura dos policiais. Além disso, uma comissão foi organizada para avaliar possíveis irregularidades nas prisões dos PMs.


Fonte: Orkut "Comunidade PMBA uma Nova história"

AUGUSTO JÚNIOR FOI EXCLUÍDO DA PM BA ?

O blog da ASPRA - Ilhéus teve acesso com exclusividade ao contracheque do Soldo Augusto Júnior, ao manter contato com ele afirmou que existem duas situações para explicar esse contracheque, "ou já fui excluído da PM sem o devido processo legal ou houve um 'erro' da SAEB na publicação desses valores, 'será que essa maré de azar não passa'"? Augusto Júnior ainda informou que manteve contato com uma pessoa que está na mesma situação que ele e fora informado que os vencimentos vieram normalmente inclusive com o aumento retroativo. Augusto Júnior disse está preocupado com as contas que tem a pagar, "será que ainda vou ter que passar por caloteiro alem de ter sido marginalizado?"
 
Como perguntar não ofende, será que Augusto Júnior está sendo retaliado também no salário por ter reivindicado os direitos dos seus colegas e o seu? Agora  ele está a se perguntar, como pagar suas contas se o seu salário não será pago, ao menos é o que diz o contrachequete. Ele disse que manterá contato com o setor jurídico da ASPRA para averiguar a legalidade do não pagamento do seu salário uma vez que ele está de atestado doente portanto de médico, esse é mais um absurdo que ocorre na Bahia. Porque esse Cidadão chamado Augusto Júnior é tão perseguido se a única coisa que ele quer é melhorar a segurança pública. Vamos aguardar que isso tenha sido um erro e que seja corrigido até o dia  do pagamento afinal ele tem esposa e dois filhos para criair. Se você está indignado com essa situação compartilha essa matéria nas redes sociais.
 
Fonte: bizudepraca

segunda-feira, 19 de março de 2012

Policiais estressados perdem o controle e se tornam perigoso.

Dê a sua opiniao SIM OU NÂO?

VERDADES SOBRE JAQUES WAGNER ALBA 07/03/2012

O Quinto dos Infernos

Leiam, super interessante.




O "QUINTO DOS INFERNOS":

Durante o Século 18, o Brasil-Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal.

Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso País e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto".

Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro.

O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam

"O Quinto dos Infernos".

E isso virou sinônimo de tudo que é ruim.


A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama".

Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT, a carga tributária brasileira deverá chegar ao final do ano de 2011 a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção.

Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos...

Para quê?

Para sustentar a corrupção? Os mensaleiros? O Senado com sua legião de "Diretores"? A festa das passagens, o bacanal (literalmente) com o dinheiro público, as comissões e jetons, a farra familiar nos 3 Poderes (Executivo/Legislativo e Judiciário)?!?


Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do "quinto dos infernos" para sustentar essa corja, que nos custa (já feitas as atualizações) o dobro do que custava toda a Corte Portuguesa!

E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a metade dos impostos que pagamos atualmente...!


Não deixem de repassar... desta maneira contribuindo para relembrarem parte da História do Brasil...



Texto enviado por um leitor que se identificou como MANIFESTO A NAÇÃO


Fonte: http://www.pec300.com/2012/03/o-quinto-dos-infernos.html

O Policial Militar como cidadão no Estado Democrático de Direito

A injustiça é algo que temosenfrentado desde o inicio da história, todos os cidadãos: funcionários públicos, particulares etambém nós militares. Sempre tivemos que enfrentar batalhas para conseguirmos constituir nossos direitos. Essa nossa históriateve inicio com a Revolução Francesa que, como herança deu o primeiro passo, com anecessidade de se criar leis que regulassem a relação entre administração e administrado,dando origem ao Direito Administrativo.

Sabemos que o Estado democrático de Direito, tem como dever alcançar o interesse público, mediante o uso dos poderes instrumentalmente necessários conferidos pela ordem jurídica. O Direito Administrativoé o ramo do Direito público que disciplina a função administrativa, bem como pessoas e órgãos que a exercem. É inadmissível que pessoas dentro de nossa corporação, que por exercerem funções de comando, tentem utilizá-la de acordo com seus interesses, pois não se trata de um Direito criado para subjugar os interesses, ou os direitos do cidadão ao Estado. É, pelo contrario, um Direito que surge exatamente para regular a conduta do Estado e mantê-la afivelada ásdisposições legais, dentro desse espíritoprotetor do cidadão contra descomedimentosdos detentores do exercício do poder estatal. Ele é, por excelência, o Direito defensivo docidadão, sobretudo, “um filho legítimo doEstado de Direito, um Direito só concebível apartir do Estado de Direito: o Direito que instrumenta e arma o administrado, para defender-se contra o perigo do uso desatadodo Poder” (Sábias palavras de Celso AntonioBandeira de Melo).

A Constituição Federal é bem claraquando diz no seu Art. 5° “Todos são iguaisperante a lei, sem distinção de qualquernatureza...

”Este é um Direito também de nós militares,que precisamos ter valorizada a nossasoberania, nossa cidadania, a nossa dignidadehumana e os nossos valores sociais notrabalho. Ainda na Constituição no seu Art.7° inciso XIII diz: “Duração do trabalho normal não superior a oito horas diária equarenta e quatro semanais, facultada a compensação de horários e redução da jornada, mediante acordo coletivo, ouconvenção coletiva de trabalho”; Art. 7° inciso XIV, “jornada de seis horas para otrabalho realizado em turnos ininterruptos derevezamento, salvo em negociação coletiva”; em algumas regiões, nossos policiais militares estão sendo submetidos a jornadas de trabalho semanais superior a noventa e seis horas sem remuneração por hora extra trabalhada. Nunca um profissional dessa área foitão exposto a este tipo de situação, seria como expor um ser vivo a radiação. 

Um policial militar forçado a conviver muito tempo exposto a violência e ao estresse da rotina policial sem poder ver sua família eacompanhar o desenvolvimento de seus filhos, estão sofrendo danos irreparáveis parao resto de suas vidas. Dessa forma o Estado estará submetendo a segurança da sociedade nas mãos de pessoas mentalmente transformadas, incapazes de defenderem a si mesma. Não podemos aceitar de forma alguma que o Estado arrisque tanto assim asegurança de nossa sociedade, e tampouco submeta á condições subumanas essa classetrabalhista, responsável pela integridade denosso bem maior, a vida.

“A história política da humanidade éa historia da luta dos membros da coletividade contra os detentores do poder”(anônimo)


“Ninguém será obrigado a fazer oudeixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei” (Art.5° inciso II, ConstituiçãoFederal)


Autor preferiu permanecer anônimo
 

Romário diz que Copa de 2014 será o 'maior roubo da história'

O ex-jogador de futebol e deputado federal Romário (PSB-RJ), um dos principais críticos à forma com que a Copa do Mundo de 2014 tem sido organizada, afirmou ontem, em seu perfil no site de relacionamentos Facebook, que a competição se tornará o "maior roubo da história" do país, tudo por conta da má gestão dos políticos brasileiros.

"Brasileiros, continuem cobrando e se manifestando porque essa palhaçada vai piorar quando tiver a um ano e meio da Copa. O pior ainda está por vir, porque o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações. Ai vai acontecer o maior roubo da história do Brasil", disse Romário.

Para ele, "o governo engana ao povo", e a presidente Dilma Rousseff "está sendo enganada ou se deixa enganar" quando afirma que a Copa será a melhor de todos os tempos.

Romário criticou a ausência de deputados na reunião entre o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e Dilma, na última sexta-feira (16), quando se tratou do projeto da Lei Geral da Copa, que está prevista para ser votada na Câmara Federal ainda nesta semana.


Reprodução/Facebook/romariodesouzafaria

"O presidente da comissão da Lei Geral da Copa, Renan Filho, não estava lá. O relator da Lei da Copa, Vicente Cândido, também não. O presidente da Casa onde será votada a lei, Marco Maia, também não estava presente. E muitos outros que tem muito a ver com a Lei Geral da Copa, não estavam presentes. Na minha concepção de político, a política vai de mal a pior."

Após a reunião, Blatter revelou que Dilma lhe deu amplas e plenas garantias de que o Brasil respeitará "todos os compromissos assumidos com a Fifa", incluindo o de permitir a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, que é um dos pontos que gera mais rejeição no Congresso, especialmente pela bancada evangélica.

O melhor jogador do mundo de 1994 convidou os brasileiros a se manifestarem e disse que o povo tem toda a razão ao reivindicar e exigir por parte dos políticos mais seriedade e responsabilidade nas questões relativas à Copa.

Com informações da Efe

FONTE - FOLHA

Para Faria de Sá, interesse privado emperra piso nacional para policiais


Faria de Sá afirma que governadores fazem
pressão contra o projeto
 
A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, proposta em 2008, estipula a criação de um piso nacional para policiais civis e militares. No ano em que foi escrita, ela apenas equiparava o salário da Polícia Militar em todo o País ao recebido pela categoria no Distrito Federal.

O dispositivo estava praticamente esquecido e parado na pauta de votação da Câmara dos Deputados. Entretanto, o assunto ressurgiu após a série de greves da polícia em todo o País, no mês de fevereiro, que teve como objetivo reivindicar salários maiores. Agora, policiais civis e militares pedem a aprovação da PEC em segundo turno, pois em primeiro foi aprovada em 2010.

Na sexta-feira, agentes da Polícia Civil, após assembleia geral realizada na Capital, aprovaram uma paralisação de dois dias, que deve ocorrer nesta quarta e quinta-feira. A decisão foi uma forma de repúdio à nova proposta de reajuste salarial apresentada pelo governo do Estado. Em entrevista ao Jornal do Comércio, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), autor da PEC 300, relata os problemas pelos quais a emenda está passando para poder ser aprovada e a importância da pressão dos trabalhadores.

Jornal do Comércio - Como era o projeto inicial da PEC 300?

Arnaldo Faria de Sá - O projeto inicial, de 2008, tinha o objetivo de equiparar o salário dos polícias de todos os estados ao dos policiais do Distrito Federal.

JC - Como se encontra o texto da PEC atualmente?

Faria de Sá - Após as modificações feitas no projeto aprovado, a PEC 300 hoje não equipara ao salário de Brasília, mas cria um piso básico nacional para todos os policias militares, civis e bombeiros, de R$ 3.500,00. Essa proposta já foi aprovada em primeiro turno no Congresso Nacional; falta apenas o segundo turno. Quando aconteceu esta aprovação, com a PEC nestas normas, ficou estabelecido que a segunda votação ocorreria depois das eleições de 2010, para não causar interferências. Passada a eleição, os governadores da Bahia, de Minas Gerais, de São Paulo, do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul começaram a trabalhar contra a emenda.

JC - Quais são as pressões que a PEC 300 vem enfrentado?

Faria de Sá - Os governadores têm feito muita pressão contrária. Foi criada uma comissão especial na Câmara dos Deputados para estudar o impacto da PEC em nível nacional. Dos 27 estados, apenas sete responderam o que representaria o pagamento para a sua receita. Os outros não responderam porque alegam que existiria um impacto muito maior do que existirá. Se mostrassem, iriam revelar que estão superestimando o tamanho do problema. O governo federal não tem feito pressões contrárias abertamente.

JC - Então o senhor acredita que todos os estados têm condições de pagar os R$ 3.500,00?

Faria de Sá - Os estados de menor poder econômico, como Sergipe e Goiás, já pagam perto deste valor. A verdade é que as autoridades desta área preferem ver a segurança pública deficiente para poder vender segurança privada.

JC - A União fez um cálculo no ano passado, afirmando que o pagamento deste piso ocasionaria um impacto de R$ 46 bilhões para o País. O senhor concorda com este cálculo?

Faria de Sá - Mentira, não passa de R$ 20 bilhões no País todo. Eles querem falar estes números astronômicos para inviabilizar a aprovação. Primeiro diziam que a PEC 300 era inconstitucional, mas já se definiu matéria análoga a isto, no caso do piso nacional para profissionais da educação, que é constitucional. Acabou esta desculpa da inconstitucionalidade e agora começou a desculpa da inviabilidade econômica.

JC - O piso pago aqui no Rio Grande do Sul é o segundo pior do Brasil. Seria um salto altíssimo a implantação do piso nacional. Isto é viável?

Faria de Sá - Os piores salários são realmente do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro. Independentemente de passar para R$ 3.500,00, o que tem que acabar é um brigadiano, em início de carreira, receber R$ 1.500,00 de salário mensal. Isso é uma vergonha.

JC - Qual é sua opinião sobre as recentes greves, na Bahia e no Rio de Janeiro, reivindicando a implantação do piso nacional?

Faria de Sá - Gostaria de cumprimentar todos os policiais, que poderiam se omitir aceitando esses salários irrisórios. Eles assumiram que precisam melhorar os seus salários e, a partir disto, garantir o seu futuro e a sua aposentadoria. Na verdade, tanto no Rio de Janeiro quanto em Salvador, a proximidade do Carnaval foi o grande apelo. Daqui a pouco todo o Brasil estará correndo risco, pois o apelo será a Copa do Mundo. Os governos estaduais e federal precisam passar a ter responsabilidade e tratar a segurança pública como um direito do cidadão e não ficar brincando de fazer segurança pública. 

Fonte: Jornal do Comércio

Desabafo do Sub Ten Valdelei, expulso de forma arbitrária do CBMERJ por Sérgio Cabral

Bom dia a todos. Quero deixar claro que meu advogado irá recorrer da decisão do Cmt Geral de me excluir do CBMERJ, assim como os advogados dos outros 12 companheiros e valorosos BOMBEIROS.

Em nosso libelo acusatório existem várias falhas na acusação, e a maior dela é a própria declaração do Cmt.Geral dizendo que não houve greve,
e que não houve adesão dos BOMBEIROS MILITARES, e que cem porcento dos serviços estavam sendo executados pelo CBMERJ.

Então porque nos acusar de uma greve que não houve ? O que aconteceu foi o fato de alguns GUARDA-VIDAS trabalharem sem as suas camisetas como forma de protesto, e que em nenhum momento houve livipídio como um Coronel chegou a nos acusar. O que realmente houve foi o fato de alguns GUARDA-VIDAS irem diretamente aos seus postos de serviços e sem as camisetas de GUARDA-VIDAS, e após ao término do banho se apresentarem ao oficial de dia, e isso fica caracteriza apenas como atraso e transgressão disciplinar e não crime, como querem nos imputar.

O Cmt Geral do CBMERJ com ordens direta do Governador Sergio Cabral de nos excluir, deu ontem uma coletiva na imprensa, e falou que se houver um fato novo, ou erro no processo mudará a decisão, e isso também já é uma demonstração de que está havendo erros no processo, e no resultado da sua decisão e por parte do conselho de disciplina.

E já em sua decisão de nos excluir o Cmt Geral diz também que o nosso movimento é político partidário, outra falha gravíssima no processo, isso é um factoíde criado por eles para justificar uma perseguição e a nossa exclusão. Todos nós os 13 BOMBEIROS somos anistiados, e isso eles citam também em nosso libelo acusatório, e principalmente este fato incomoda o Governador e muito, o que há de fato é que, vários parlamentares e de diversos partidos apoiam a nossa reivindicações, prova disso foi a nossa própria anistia aprovada por unaminidade na Câmara Federal em 2011.

O movimento SOS BOMBEIROS que iniciou suas revindicações em abril de 2011, e que pacificamente e dentro da legalidade nos reunimos, e sem o apoio jurídico de nenhuma entidade de classe começamos a protestar e denuciar as nossas mazelas, e depois de muitas insistencias e várias tentativas de ser ouvido pelo ex Cmt Geral Coronel Pedro Marcos ocupamos o QCG, e após isso o Governador manda o BOPE invadir o QCG e nos agredir físicamente, e usando força desproporcional com tiros de borracha, bombas de efeito moral, bomba de gaz, gaz de pimenta e até mesmo tiros de fuzil 762, sem antes de esgotar todas as tentativas de rendição e acordo, ao contrário do que manda o protocolo, e isso é respeitado até mesmo em rebeliões em presídios.

Isso demonstra e caracteriza também que este Governador não quer diálogo, e a ordem é clara e direta, e que não atenda as nossas reivindicações que são justas, e prova disso e ao contrário que ele vem dizendo, de que não há recursos financeiros para nos atender, e logo após a nossa primeira prisão adiantou cinco parcelas das 48 dadas em 2010, e agora, e mais uma vez adiantou 10 parcelas após o pagamento de janeiro, e em fevereiro de 2013 adiantará as parcelas restantes, e que somente terminariam em dezembro de 2014, portatanto existe recursos financeiro, o que não tem é boa vontade.

E agora como prova de força ditatorial, e com a desculpa de desarticular uma " GREVE GERAL " na área da segurança pública do País, nos joga na masmorra de BANGU I. Não somos marginais de alta periculosidade, muito pelo contrário, somos trabalhadores da área da segurança pública e que apenas estamos reivindicando melhores condições de trabalho e de salários.

A população lamentavelmente tem memória muito curta, me desculpem este desabafo, na ocasião da visita do presidente Barack Obama dos EUA, alguns manifestante que protestavam a vinda do presidente ao Brasil, também foram jogados em BANGU I, e isso eu entendo como uma grave ameaça ao estado democrático de direito, fere e ofende a DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA, e entendo como uma forma de intimidação e ameaça a toda a população brasileira.

E que nos DO MOVIMENTO SOS BOMBEIROS estamos sendo observados pelo Governo como uma ameaça ou exemplo de cidadania, e que hoje o Governo da Presidente Dilma Roussef, assim como o do próprio ex presidente Lula foram também anistiados, sofreram perseguições políticas trabalhistas, e fizeram as suas campanhas em cima disso, e chegaram ao poder máximo do País, e não aceito por parte deles, e principalmente da Presidente Dilma, o comportamento igual ao de Pilatos, lavando as mãos com tudo o que vem acontecendo em nosso estado.

Quero deixar claro à todos que algumas conquistas significativas foram alcançadas com o MOVIMENTO SOS BOMBEIROS, inclusive o próprio cargo hoje ocupado pelo SECRETARIO DE DEFESA CIVIL e Cmt Geral do CBMERJ, que se encontrava na reserva remunerada e hoje além do salário de coronel, recebe a gratificação de SECRETARIO DE DEFESA CIVIL, graças as nossas reivindicações, e estendo também essas conquistas a toda a tropa como: a queda dos interstício dos OFICIAIS e PRAÇAS; a redução no tempo do plano de carreira dos PRAÇAS; vale transportes (hoje auxílio transportes) até o posto de Cap.BM; aumento das vagas nos cursos CFC; CFS; CHOAE; gratificações à todos do CBMERJ de R$ 350,00; gratificações ao GUARDA-VIDAS de R$ 1.000,00 (GVT).

Por tudo isso senhores não esqueçam o sacrifício desses BOMBEIROS MILITARES, que são verdadeiros Heróis, e que assim como vocês arriscam as suas vidas pela vida alheia, arriscaram as suas carreiras, e hoje estão sendo penalizados, e não deixem que alguns tentem manchar e macular as suas imagens de BOMBEIRO MILITAR.

Não ofendemos o decoro da classe e o pundonor, não cometemos crimes. Simplesmente o Cmt Geral e alguns OFICIAIS não querem enxergar que estamos lutando, defendendo e salvando o CBMERJ, colocando em seu lugar de destaque merecido e reconhecido por toda a população do estado do Rio de Janeiro. Muito obrigado e que Deus abençoe a todos nós.

Atenciosamente;
Sub.Ten.BM Valdelei Duarte. (defensor da PEC 300)

JUNTOS SOMOS FORTES.
Valdelei em um dos inúmeros eventos de valorização da
categoria que participou. 



FALA ALMANÇA - Tive o prazer de conhecer o Sub Ten Valdelei, esse valoroso bombeiro militar e um aguerrido defensor de sua categoria e da PEC 300 em Brasília em uma das várias vezes que estivemos por lá para pleitear a votação daquela matéria. 

Digo com toda certeza da alma que o Corpo de Bombeiros do Rio tem um profissional de alto nível, um companheiro de luta que não se curvou diante das arbitrariedade e da intolerância desse governo descarado chamado Sérgio Cabral, que persegue com mão de ferro aqueles que pleiteiam dignidade salarial. 

A sociedade precisa se questionar o por quê que ainda no Brasil nossos policiais e bombeiros ainda recebem salários miseráveis. A quem interessa isso se não ao crime organizado? 

Temos certeza que esses nobres 14 companheiros injustiçados por esse governo sem moral reverterão essa situação na Justiça. Que Deus os abençoe. 

Mas convoco a todos os bombeiros e policiais do Rio de Janeiro a fazerem justiça e conduzirem o Sub Ten Valdelei a vereador nas próximas eleições com expressiva votação para representar os bombeiros e policiais do Rio de Janeiro, juntamente com Dacciolo, nosso futuro deputado estadual ou federal.

Os bombeiros e policiais do Rio precisam acreditar nisso, aderir essa ideia e dar uma lição nesse governo autoritário que tem massacrado a nossa classe. 
 

Pra quem ainda acredita no Lula e no PT


Está disponível na internet o livro O CHEFE do jornalista Ivo Patarra que já foi filiado ao PT.

O livro conta com detalhes um dos maiores escândalos do Brasil que ficou conhecido como o ESCÂNDALO DO MENSALÃO, que foi abafado pelo governo mais corrupto da história deste país.

Ajude a divulgar esta vergonha e este crime cometido contra os brasileiros.


O livro pode ser conferido  Clica aqui "escandalodomensalao".
Boa leitura.

FAMILIARES DE PMs PRESOS FARÃO PASSEATA EM ILHÉUS


Familiares dos policiais presos em Ilhéus farão uma grande manifestação amanhã, terça-feira, 20/03/2012 às 10:00 horas, saindo da praça em frente à clinica SACRO, na Cidade Nova. A passeata servirá para sensibilizar as autoridades da cidade a se posicionarem em relação às prisões dos PMs que participaram do movimento paredista. Hoje completam 36 (trinta e seis) dias que os policiais estão presos.
 
Fonte: bizudepraca

Wagner pretende demitir PMs grevistas preso em Ilhéus

O comando geral da Policia Militar e o governador Jaques Wagner se articulam para demitir os cinco policiais que cumprem prisão preventiva há 36 dias em Ilhéus.

A medida serviria de exemplo para, evitando uma nova greve da categoria.

O Clima de revolta vem tomando conta de muitos policiais, que vêem a prisão dos colegas como retaliação política.

O juiz Paulo Roberto Santos de Oliveira, da Auditoria da Justiça Militar da Bahia, negou o pedido de habeas corpus na ultima sexta – feira (16), solicitado pela defesa dos cinco soldados.

"Eles foram denunciados por motim, revolta e conspiração, mas isso não é motivo para mantê-los presos. Eles iam aquartelados para a companhia, como vários outros, absolutamente nada na sentença condiz com a verdade. Peguei depoimentos de major, coronéis, todo mundo fala bem deles. E o engraçado é que um deles, que seriam o sexto, saiu, foi libertado. A única diferença dele para os demais é que o seu endereço é de Itabuna, não de Ilhéus", relata o advogado.

Familiares e policiais mandaram fazer mais de dois mil adesivos, protestando contra o PT.
 

sábado, 17 de março de 2012

Para Capitão Tadeu, Wagner e Judiciário baiano agem com vigança ao manter policiais presos, em Ilhéus.


Em entrevista ao Programa Cidade Informe, publicada no www.bizudeprca.com de Praça, Capitão Tadeu  dispara contra o Governador Jacques Wagner, chamando-o de vingativo ao interferir junto ao judiciário para manter os policiais como membro da Comissão de direitos Humanos, tem denunciado a postura arbitrária do judiciário baiano    em soltar  um e manter outros presos, sendo que os mesmos, segundo governo, cometeram os mesmos crimes. (...) não posso permitir que um governo que foi eleito democraticamente aja com vigança  (...)  a presidenta Dilma  Rousseff, do PT,  ela, na época da ditadura, em nome da democracia,     foi assaltante de banco, foi sequestradora, ela sequestrou, roubou banco, tudo isso ela fez, contra a ditadura para estabelecer a democracia... esses policias presos, eles estavam lutando pelos seus direitos (...) marginal é quem descumpre a Lei e o governo descumpriu a Lei, concluiu.

Fonte: Tribuna Geral

TRE julgou improcedente a cassação do governador Jaques Wagner (PT)

A decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que julgou improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) pela cassação do registro e inelegibilidade do governador Jaques Wagner (PT) e do vice Otto Alencar (PSD), não agradou aos Democratas. Resolveram recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral para tentar reverter os votos do colegiado que acompanhou o voto do relator, juiz Maurício Kertzman, “um dos candidatos da OAB à vaga de desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia”, espicaça o presidente do Democratas, José Carlos Aleluia. A ação, que teve liminar favorável do juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, em setembro de 2010, denuncia o descumprimento do Art. 73 da Lei Eleitoral que proíbe a transferência de recursos públicos através de convênios no valor de R$ 6 milhões assinados pela Conder e Bahiatursa três meses anteriores às eleições.
 

Deputado Romário diz que saída de Teixeira extirpa "câncer do futebol"


Heróis da conquista do tetracampeonato com a seleção brasileira, na Copa dos Estados Unidos, em 1994, a primeira conquistada na gestão de 23 anos de Ricardo Teixeira à frente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Romário, Bebeto e Carlos Alberto Parreira reagiram de maneiras diferentes à renúncia do dirigente. O deputado federal Romário usou palavras nada diplomáticas para comentar a saída de Teixeira. Motivo, segundo ele, para festejar.

"Hoje podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF”, escreveu o parlamentar em seu Facebook. Ele também falou sobre José Maria Marín, o vice-presidente mais velho (79 anos) e que assumiu o cargo. “Espero que o novo presidente, o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo, não faça daquele ato uma constante na confederação. Senão, teremos que exterminar a Aids também", analisou Romário, referindo-se ao episódio de janeiro deste ano, quando Marín foi visto colocando no bolso a medalha que deveria ter sido entregue ao goleiro do Corinthians, campeão do torneio de juniores.

Em entrevista ao programa de televisão “Arena Sportv”, o deputado estadual do Rio de Janeiro Bebeto teve tom completamente diferente do usado pelo ex-companheiro de ataque na seleção. Bebeto se esquivou de tecer comentários mais aprofundados e limitou-se a repetir que o trabalho não pode ser interrompido. O deputado foi recentemente integrado ao Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, do qual Ricardo Teixeira também renunciou.
- A decisão (de Teixeira de renunciar) me pegou de surpresa. Foi um problema pessoal, só ele pode explicar. Mas acho que o trabalho que ele fez na seleção, não podemos esquecer. Foi um homem forte, que trouxe a Copa do Mundo para o Brasil. Não tive a oportunidade de jogar uma Copa no Brasil, mas poderei trabalhar agora nos bastidores. Para mim e para o Ronaldo (também integrante do COL), não muda nada. Vamos seguir em frente com o novo presidente, o trabalho vai continuar. A vida continua, e a responsabilidade também. As obras têm que continuar, não têm que parar. Porque se parar, aí, meu irmão... - opinou Bebeto.

Técnico de Romário e Bebeto na seleção campeã do mundo em 1994, Parreira lamentou a saída de Teixeira do comando da CBF. Ele admitiu que a pressão pela sua desistência era grande, mas crê que o ex-presidente deixa um legado importante para o futebol brasileiro.
- Quero dar boa sorte ao Ricardo Teixeira. Creio que ele tenha cedido à pressão dos familiares que zelavam por sua saúde. Ele deixou um legado muito importante para o futebol brasileiro. Pelo excesso de pressão em torno de sua saída, creio que ele tenha desistido em um momento certo - afirmou o ex-treinador.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Medo de perder a Copa

 
Depois de tirar oxigênio de Ricardo Teixeira e de ter jogado duro com a Fifa, a presidente Dilma Rousseff decidiu suavizar a sua estratégia para a Copa do Mundo de 2014.

Motivo: temor de perder a Copa para outro país. Parece teoria da conspiração, mas tem gente graúda no governo que jura que não é.

Após a crise do "chute no traseiro", o Palácio do Planalto recebeu um claro recado da Fifa de que havia, sim, risco nesse sentido. Patrocinadores da Copa com interesses comerciais feridos poderiam tentar levar o evento para os Estados Unidos, sob a alegação de quebra de contrato. Seria um desastre para a imagem internacional do Brasil e um prato cheio para a oposição capitalizar politicamente.

Isso explica a ação claríssima do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, para dizer em alto e bom som que não havia outro jeito: quando pleiteou a realização da Copa, o Brasil aceitou a reivindicação da Fifa de que os produtos de seus patrocinadores poderiam ser vendidos nos jogos. E isso incluía bebida alcoólica.

Aldo torpedeou a ministra Ideli Salvatti (Secretaria de Relações Institucionais) e o novo líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Em entrevista na quinta de manhã, na gravação do programa "É Notícia"(RedeTV!), Aldo comentou o recuo da véspera, quando a base do governo, com aval de Ideli e Chinaglia, decidiu que vetaria a liberação do álcool na Lei Geral da Copa.

O ministro do Esporte afirmou na entrevista que o Brasil tinha "a obrigação" e "o compromisso" de liberar a venda de bebida nos estádios porque isso fazia parte do acordo que assinara com a Fifa em 2007. No mesmo dia, o Ministério do Esporte divulgou nota confirmando o entendimento com a Fifa.

Sem entrar no mérito da questão, Aldo deixou explícito que o governo Lula fizera esse acerto e que a gestão Dilma deveria honrá-lo. Foi um gesto para a reunião desta sexta (16/03), preparada para que o governo brasileiro e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, acertem os ponteiros.

Agora, o assunto entra noutra fase: convencer a base do governo no Congresso a entregar a mercadoria. O Brasil terá de suspender temporariamente sua legislação, o que abre um precedente para que o álcool possa voltar a ser vendido nos estádios em nossas campeonatos domésticos, desautorizando o Estatuto do Torcedor. No atual quadro de turbulência entre os aliados e o Palácio do Planalto, será uma batalha dura, mas Dilma acha que dá para ganhar a parada.

*

Kennedy Alencar - FOLHA

quinta-feira, 15 de março de 2012

RJ - Militares serão expulsos da corporação pelo ‘crime de greve’. Criminosos de toda espécie estão expulsando o Exército no Rio...

O jornal Estado de S. Paulo publicou uma matéria informando que o Exército sofreu nada menos do que 89 ataques de traficantes no morro do Alemão, no Rio de Janeiro. Em um mês!  Por isso, as Forças Armadas teriam decidido deixar a comunidade e bater em retirada, mostrando que a história de pacificação naquele estado não passa de mídia paga. E com muito dinheiro.


De acordo com o deputado Antony Garotinho – que já foi governador do Rio, teve a chance de melhorar a segurança, mas sabe-se lá o que ele fez no setor – policiais recrutas (alunos recém-formados) estão ocupando o espaço deixado pelos homens do Exército.

- Sem o treinamento mínimo necessário, sem aulas de tiro porque falta munição, são obrigados a pagar cursos particulares. Nem estágio em um batalhão vão fazer. Serão jogados direto no "olho do furacão". Podem imaginar o que vai acontecer – disse o parlamentar.

O Brasil ‘forte’

Nas greves de policiais e bombeiros no Rio, na Bahia, no Ceará e em qualquer estado que ‘se atreva’, as forças do Exército, Marinha e Aeronáutica são acionadas com o maior vigor possível, para sufocar o movimento de quem quer apenas ter dignidade para prestar um melhor serviço à sociedade.

São helicópteros, tanques de guerra e um efetivo digno de combate na Terceira Guerra Mundial, tudo para intimidar e prender pais de família acusado de “crime de greve”.

Já para combater assaltantes, traficantes e sequestradores, o Brasil não encontra forças suficientes. Pois, de acordo com o jornal o Estado de S. Paulo, até o Exército deu meia volta diante dos inimigos que verdadeiramente os políticos deveriam sufocar.

Aonde isso vai chegar?

ParaíbaemQAP

FAMÍLIAS PROTESTAM PELA LIBERTAÇÃO DE POLICIAIS EM EVENTO DO PSD

Esposas, familiares, amigos e colegas fizeram uma manifestação na Câmara Municipal de Vereadores na cidade de Ilhéus nessa tarde pela libertação dos policias presos ilegalmente que estão há dois dias em de greve de fome. Havia vários políticos locais e estaduais, entre eles o vice-governador Otto Alencar, a Dep. Estadual Ângela Souza que votou contra os destaques referente a lei da GAP. Vários cartazes foram apresentados e algumas mulheres estavam amordaçadas o que simboliza o que tem sido feito aqui na Bahia pelo governo ditatorial do PT com pleno apoio do PSD e anuência de alguns setores da Justiça que estão a serviço do poder executivo. O povo não se calará diante de tamanha injustiça.